Aniversário do Stephen Hawking e de 50 anos da guerra à pobreza nos EUA ontem

Ontem (08/01/2014) o renomado físico Stephen Hawking fez aniversário. Além disso, há 50 anos atrás (08/01/1964), o Presidente Lyndon Johnson fez o discurso que inaugurou a chamada “guerra à pobreza” nos EUA, por meio de um sistema de bem-estar social federal (aprovado logo depois pelo Congresso americano).

Em atenção a esses dois aniversários, tenho dois textos, um que escrevi aqui pro blog e outro que escrevi no “Mercado Popular”.

Para homenagear o Stephen Hawking, temos o texto “O Universo é um almoço grátis“, onde abordo os dois raciocínios utilizados por Stephen Hawking, no livro “O Grande Projeto”, para defender a criação espontânea do universo a partir de nada. Um se baseia na aplicação da “soma das histórias de Feynman” ao universo dada uma condição sem-contorno, o outro se baseia na ideia de que a energia gravitacional (negativa) pode contrabalançar o total da energia (positiva) da matéria de modo que o universo tenha energia total nula e não tenha precisado de energia para ser criado.

stephen-hawking-biography_1

Para fazer uma análise crítica desses 50 anos da “guerra à pobreza” e do bem-estar social federal nos EUA, temos o texto “Aniversário dos 50 anos da guerra à pobreza nos Estados Unidos. Algo a comemorar?” , onde explico como políticas públicas cheias de boas intenções podem resultar em custos muito altos para resultados insatisfatórios. Analiso os 50 anos da “guerra à pobreza” iniciada pela “Grande Sociedade” do Presidente Johnson nos EUA, observando suas falhas e verificando as lições que podemos tirar para o Brasil.

Aliás, nesse segundo texto, mostro, por meio do gráfico abaixo, que, mal sucedida como tenha sido a guerra à pobreza nos EUA, os 5% mais pobres dos EUA são mais ricos, na média, do que 68% da população mundial e que aproximadamente 50% da população brasileira:

screen-shot-2012-10-03-at-2-37-38-pm-300x260(A discussão original sobre esse gráfico, com dados de 2005, pode ser encontrada aqui e aqui, e você pode entendê-lo melhor lendo meu texto no “Mercado Popular”)

Então, desejo uma boa leitura ao leitor, vida longa e próspera ao Stephen Hawking, e o fim da pobreza nos EUA e no mundo (aliás, há boas chances de que a pobreza extrema acabe em nossa geração).

Uma resposta em “Aniversário do Stephen Hawking e de 50 anos da guerra à pobreza nos EUA ontem

  1. Pingback: Temas tratados no 1º ano do blog | Tabula (não) Rasa & Libertarianismo Bleeding Heart

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s