Automação no setor financeiro

Uma nova economia, impactada pelo uso disseminado da máquina inteligente (Inteligência Artificial avançada), está às portas. É o que Tyler Cowen e outros pensam. Com isso, novamente ressoam os temores de que as máquinas dessa vez irão substituir os empregos humanos.

(Lembrar que, apesar da população ter aumentado e das mulheres terem entrado em peso na força de trabalho desde o início do século XX, a proporção de desempregados em um país desenvolvido – e automatizado – como os Estados Unidos não aumentou na dimensão que seria de se esperar se o modelo – muitas vezes ensinado a nós na escola – de que “máquina substitui empregos” fosse verdadeiro.)

Essa substituição de empregos humanos por softwares inteligentes robóticos é mais plausível, porque os robôs poderiam, de fato, realizar mais confiavelmente e eficientemente tarefas que, antes, apenas a mente humana poderia executar. Perceba: seriam máquinas não para substituir a musculatura humana, mas sim o cérebro humano, no exercício de várias funções.

web(imagem extraída do twitter do blog RobotEnomics, de que falarei mais adiante)

Não pretendo discutir a fundo aqui as questões envolvidas aqui quanto ao emprego, mas posso afirmar desde logo que entendo que esse progresso tecnológico repercutirá em grande melhoria da condição humana, incluindo os mais pobres dentre nós, especialmente se determinadas instituições legais forem ajustadas, como o Direito Internacional de Propriedade Intelectual, de tal forma que possamos colher os maiores benefícios resultantes da troca voluntária.

Agora, deve-se dizer que, para tomar uma posição quanto ao que esse processo tecnológico significará para o emprego e a empregabilidade, é preciso analisar as tendências que já estão em curso atualmente.

Em seu blog dedicado à Economia Robô, o RobotEnomics, Colin Lewis chama atenção para os efeitos da automatização em um setor que não é geralmente citado como tendo seus empregos ameaçados por essas tendências tecnológicas: o setor financeiro. Pouco se discute sobre o impacto de robótica e automação neste setor.

Colin Lewis de fato traz dados bem interessantes. O setor financeiro está produzindo lucros anuais recordes, apesar das reduções de pessoal desde 2008. AIG, uma empresa de seguros, reduziu seu pessoal de 116.000 ao fim de 2007 para 63.000 ao fim de 2012 (redução de 53.000 pessoas), mas os lucros subiram de $6,2 bilhões para $6,6 bilhões no mesmo período,  e chegando mesmo a $9 bilhões em 2013. Situação semelhante ocorreu entre outras gigantes do seguro, como AXA e Allianz. Isso não seria surpresa se você pensar que, cada vez mais, compra-se seguro online. No Reino Unido, 70% da compra de seguro de carro é efetuada virtualmente.

Para Lewis, o setor de seguros está usando tecnologia para melhorar a produtividade, reduzir o “headcount” (= número de pessoas que trabalham em determinada equipe ou empresa) e aumentar os lucros.

Quanto ao setor bancário, o City Bank, que tinha 357.000 empregados até a crise de 2008, reduziu sua folha de pagamento para 259.000 ao fim de 2012 (ou seja, reduzindo em 98.000 pessoas). De forma parecida, ocorreu com o Bank of America, com cerca de 50.000 demissões. O J. P. Morgan anunciou cortes de emprego em torno de 12.000 à 15.000, justificando esta decisão em um melhor aproveitamento da tecnologia em edifícios pequenos requerendo menos pessoal.

Lewis conclui que é possível afirmar que milhões de empregos, em uma escala global, estão sendo perdidos no setor financeiro, na medida em que a automação conduz à eficiência e, tanto empresas como clientes, ambos escolhem serviços melhorados que as tecnologias online oferecem para transacionar operações financeiras. Isso significa empresas mais “magras”, fazendo mais com menos pessoas, enquanto mantém, e mesmo aumentam, a sua lucratividade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s