Publicações acadêmicas

Aqui publicarei os links para os artigos acadêmicos que já publiquei:

A Genealogia da Ética Naturalizada

Link: http://revista.fcat.edu.br/index.php/path/article/view/156

RESUMO

Este artigo tem por objetivo responder às críticas feitas por André Coelho ao artigo “Sobre o Naturalismo em Ética e Política”, avançando uma proposta de naturalização da ética e objetando aspectos de seus questionamentos contra o naturalismo. Apresentamos duas propostas para a naturalização da ética: a primeira é um critério evolucionário para a demarcação de normas éticas e não éticas, que forneça uma forma de teoria da verdade como correspondência para a ética à luz da sua função na evolução humana; a segunda, é a proposta de Owen Flanagan para tornar a ética normativa parte da ecologia humana, determinando que normas éticas são mais bem-sucedidas na promoção do bem-estar humano, considerados aqueles objetivos inerentes aos sistemas motivacionais do Homo Sapiens. Abordamos os questionamentos de André Coelho à filosofia de Willard Van Orman Quine, sua distinção entre pretensão forte e fraca no naturalismo ético e político, a tese do privilégio epistêmico conferido ao método experimental e da parcialidade ideológica do naturalismo ético-político ao desenvolvimento histórico do capitalismo liberal. Concluímos que o naturalismo é o mais importante desenvolvimento em filosofia do século XX e que a naturalização de campos filosóficos normativos – desde a ética à filosofia política – é possível.

Helping In The Right Way: a new approach to european welfare state, em co-autoria com Lucas Nutels  (Obs: apresentado na Conference The Welfare State in Portugal in The Age of Austerity)

Link: http://www.iseg.ulisboa.pt/mkt/content/the-welfare-state-in-portugal-in-the-age-of-auterity/Papers/Helping%20in%20the%20right%20way%20A%20new%20approach%20to%20European%20Welfare%20State.pdf

Abstract: This article aims to clarify a way to reform the welfare state in Europe and to designate a solution to the challenges arising from the global inequality and the needs of local inclusion, always through an approach of social/economic justice that not discriminates immigrants or underestimate the problem of unemployment. First dealing with the fact that a welfare state which is generous with their citizens implies an immigration barrier policy from underdeveloped countries, that would benefit largely the poorest communities in the world, taking into account Branko Milanović’s work on global inequality. It was analysed how the welfare state also failed to secure local inclusion through labor and welfare policies that have promoted high percentages of unemployment in Europe, and how these policies only benefit european middle classes, as said by the Director’s law. We propose a reform to the welfare state that is consistent with free immigration rules and the needs of local inclusion through employment with a focus on the most disadvantaged. It is also important the feasibility of a limited social welfare to the middle class and focused mainly on wage subsidies for low – income workers, while promotes tax incentives for associations of mutual assistance.

Sobre o Naturalismo em Ética e Política

Link: http://revista.fcat.edu.br/index.php/path/article/view/109

Resumo: Este artigo tem por objetivo mostrar a importância de conceber a filosofia de uma perspectiva naturalista, inclusive para o pensamento em ética e política. Apresentamos a distinção entre naturalismo substantivo e metodológico, bem como o surgimento deste último com o empirismo sem dogmas de Willard Van Orman Quine. Tratamos de como a integração conceitual é fundamental para o sucesso da ciência, e mostramos que o paradigma atual das ciências humanas – o Modelo Padrão das Ciências Sociais – impede essa integração no âmbito destas ciências. Apresentamos as ciências – psicologia evolucionária, ciência cognitiva, neurociência, genética comportamental, antropologia biológica e evolucionária – que serão as pontes para a integração das ciências humanas com as ciências naturais. Abordamos formas de como o naturalismo pode afetar o pensamento em ética e política, em especial sobre as condições em que modelos idealizados para análise de variáveis normativas são aplicáveis ao mundo real. Concluímos pela importância e urgência da integração conceitual entre ciências naturais e sociais, e a “naturalização” da filosofia moral e política.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s